WhatsApp Image 2021-08-16 at 12.47.28
WhatsApp Image 2021-08-16 at 12.30.58
WhatsApp Image 2021-08-16 at 12.30.57 (2)
WhatsApp Image 2021-08-16 at 12.30.57 (1)
WhatsApp Image 2021-08-16 at 12.30.57
previous arrow
next arrow

Bananicultura: Secretário confirma reabertura de escritório da Cidasc em Corupá

Dr. Vicente recebe prefeito e confirma mais de R$ meio milhão em recursos para Corupá
26 de agosto de 2021
Vale do Itapocu: deputado comemora criação da 17ª Regional de Saúde de SC
26 de agosto de 2021

Bananicultura: Secretário confirma reabertura de escritório da Cidasc em Corupá

O secretário de Estado da  Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Altair Silva, esteve no gabinete do deputado estadual Dr. Vicente Caropreso (PSDB) nesta quarta-feira (25) para tratar de demandas apresentadas pelo deputado quanto ao controle de borrachudo e maruim nas regiões Norte e Nordeste, assim como de outras pautas do segmento da bananicultura.

O deputado solicitou a reativação de um escritório da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) no município de Corupá, Capital Catarinense da Banana e um dos maiores produtores da fruta no Brasil.

O secretário afirmou que atenderá a demanda, mas o escritório só poderá ser reaberto no início do ano que vem, quando a Lei Complementar Federal 173, que impede aumento de salário e contratações no período da pandemia, deixar de valer.

A demanda foi apresentada ao parlamentar pela Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco). O objetivo é ter um agrônomo para atender os agricultores e agilizar o trâmite de liberação de cargas de banana.

Também foi solicitada a atualização do preço de pauta fiscal dos valores mínimos da banana, que não é revisto desde 2011. Silva garantiu que o tema será tratado com o secretário da Fazenda na próxima semana.

Borrachudo

Quanto à ação contra a proliferação dos mosquitos maruim e  borrachudo, o secretário afirmou que foram tomadas providências no governo para a criação de um programa específico voltado à região para ampliar a oferta do larvicida biológico BTI para combater o borrachudo e que há investimento em pesquisa contra a proliferação do maruim. O deputado cobrou agilidade nesses processos. Ambas as pragas causam grande impacto  na atividade econômica, no turismo e na qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *